Coisas Frágeis, de Neil Gaiman, chega ao Brasil pela editora Intrínseca

Coisas Frágeis é uma coletânea de contos e poemas de Neil Gaiman que ganhou tradução e versão em volume único

A vasta obra de Neil Gaiman sempre nos conduz por um amplo espectro de emoções, transitando do encantamento ao horror, da comédia ao drama, proporcionando uma nova perspectiva da realidade. Em Coisas Frágeis, coletânea premiada com o Prêmio Locus, agora disponível em volume único no Brasil pela editora Intrínseca, os leitores têm a oportunidade de explorar toda a versatilidade desse renomado autor.

Um circo ambulante surpreende a plateia com uma apresentação peculiar antes de desaparecer na noite, levando consigo um dos espectadores. Em uma Inglaterra vitoriana peculiar, um inspetor se vê diante do desafio de desvendar um misterioso assassinato na realeza. Jovens, ao acaso, adentram uma festa e encontram as garotas de seus sonhos — ou talvez figuras saídas de seus piores pesadelos. Dois anos após os eventos de Deuses Americanos, Shadow se vê enredado em um antigo casarão escocês, envolvido em um jogo de vida, morte e monstros.

Essas são apenas algumas das narrativas presentes neste livro, composto por trinta e uma preciosidades literárias em prosa e verso, extraídas de diversos momentos da trajetória de Neil Gaiman. Com maestria, as tramas transitam por temas diversos, explorando cenários familiares aos leitores, como aqueles criados por Arthur Conan Doyle e H.P. Lovecraft, mas também se aventuram por universos inesperados, como os contos de fadas, a Matrix, a Bíblia, entre outros.

Coisas Frágeis é uma imersão na essência do autor de obras como Deuses Americanos, Coraline e O Oceano no Fim do Caminho. O livro convida os leitores a descobrirem o insólito em lugares surpreendentes e a enxergarem além do óbvio. Afinal, mesmo o que aparenta ser frágil pode revelar uma força inesperada.

Ao desafiar os limites da imaginação, explorar as profundezas da experiência humana e revelar como o ordinário e o fantástico se entrelaçam inexoravelmente, Neil Gaiman se consolida como um dos escritores mais originais de sua época. A edição publicada pela Intrínseca apresenta uma tradução inédita de Leonardo Alves, uma introdução do próprio autor e uma orelha assinada pela renomada quadrinista brasileira Bilquis Evely.

Curtiu? Então continue acompanhando o site e o Instagram para mais conteúdos como este.

 

Foto de capa: divulgação