Cinelet | Cano Serrado: conheça o último filme do ator Rubens Caribé

Cano Serrado é um thriller policial, estrelado por Rubens Caribé, que nos deixou em junho deste ano

Cano Serrado estreia hoje (25) nos cinemas e está no Cinelet de hoje. O filme é um thriller policial, de Erik de Castro. O longa é o último trabalho nos cinemas do ator Rubens Caribé, que morreu em junho deste ano. Cano Serrado conta com a a supervisão artística de Edu Felistoque e José Alvarenga Júnior. O filme é produzido pela BSB Cinema Produções, em coprodução com Globo Filmes e Felistoque Filmes. A H2O Films assina a distribuição.

Assista ao trailer:

A história de Cano Serrado gira em torno de Sebastião (Caribé), um sargento que busca vingança pela morte de seu irmão, um caminhoneiro. O destino dele se cruza com os de Luca (Jonathan Haagensen) e Manuel (Paulo Miklos), dois policiais da cidade grande que partem para o interior rumo a um passeio de fim de semana. Na estrada, a dupla é atacada por uma milícia e, ao fugir dos bandidos, Luca acaba sendo equivocadamente capturado pela polícia local e confundido com o responsável pela morte do irmão de Sebastião.

O sargento, que carrega sua escopeta calibre 12 de cano serrado, mantém Luca preso mesmo que a única prova contra ele seja o seu instinto. Com o desaparecimento dos dois oficiais, seus colegas da capital partem atrás deles, após serem alertados pela esposa de Luca, Roberta (Naruna Costa). É quando entram em cena o delegado Marcos (Fernando Eiras), a perita Sílvia (Sílvia Lourenço) e o agente Rico (Milhem Cortaz). O embate coloca em pauta a disputa entre as polícias e a busca por justiça com as próprias mãos… ou vingança.

Cano Serrado propõe um questionamento sobre o uso indiscriminado de armas de fogo e ambientado na fictícia cidade do interior de Cotas, na região Centro-Oeste. O longa leva para as telas uma história de violência, luta por poder e sobrevivência.

Cano Serrado
Foto: divulgação/H2OFilms

Opinião da redação

Cano Serrado é um filme que infelizmente não pode ser assistido por qualquer um. O longa, embora mostre a realidade de hoje em dia, mostra cenas explícitas de tortura e aborda uma violência extrema. A história, que não desenvolve os personagens para além do que o espectador vê, é algo que te prende mas, na humilde opinião desta redatora que vos fala, não tem um final relevante.

A história termina de uma forma que você fica com aquela ideia: “será que acabou assim?“. Porém, mesmo sendo uma história de vingança clichê, Cano Serrado aborda questões importantes como o uso indiscriminado de armas de fogo e esquemas de corrupção.

Como uma pessoa sensível às cenas explícitas, mas que gosta de questões relacionadas ao filme, hoje eu entrego o prêmio de três saquinhos de pipoca ao longa Cano Serrado.

Curtiu? Não deixe de acompanhar o nosso site e Instagram para mais conteúdos do Cinelet e do mundo do entretenimento!

Foto de capa: divulgação/H2OFilms