Hayao Miyazaki: seis filmes para conhecer o diretor

Hayao Miyazaki é o diretor mais impecável do século, e nós vamos te provar

Todo mundo já ouviu falar de Hayao Miyazaki pelo menos uma vez na vida. E se não ouviu sobre ele diretamente, ouviu sobre seus filmes. Ou até foi ao cinema assistir algum lançamento seu.

E se você não sabe do que estamos falando, talvez o nome A Viagem de Chihiro te traga algo na memória. E como não? É um dos filmes mais famosos do diretor, se não o mais.

Então, hoje decidimos te apresentar seis obras de Hayao Miyazaki, para que você entenda um pouco mais sobre o diretor. E também para que se apaixone por seu trabalho.

A Viagem de Chihiro

Cena do filme A Viagem de Chihiro
Foto: divulgação

Em uma viagem com os pais, rumo a uma vida nova em uma nova cidade, Chihiro acaba se vendo presa em um mundo que se contrasta ao nosso. Um mundo de espíritos.

Disposta a trabalhar na casa de banhos para conseguir seus pais de volta – que viraram porcos por seu egoísmo e mesquinharia -, Chihiro se vê até sem o próprio nome, cercada de personagens não tão confiáveis e incapaz de saber como voltar para o mundo real.

Em uma narrativa completamente apaixonante sobre amadurecimento, história e traumas, A Viagem de Chihiro foi o filme responsável por catapultar Hayao Miyazaki para o grande público em 2001.

Ponyo: Uma Amizade que Veio do Mar

Cena do filme Ponyo
Foto: divulgação

Ponyo é uma peixinho dourada que decide se tornar humana. E se você acha que essa proposta se parece com A Pequena Sereia, está vivendo um engano.

Na aventura dirigida por Hayao Miyazaki, Ponyo se torna humana por amizade e amor ao seu novo amigo, Sosuke. Sua gratidão a ele por tê-la ajudado em um momento de dificuldade foi o bastante para que ela decidisse se tornar humana.

A leveza e beleza do filme, seja em imagem ou roteiro, faz com que cada segundo do filme valha a pena. E como sempre na carreira do diretor, o filme se empenha em nos ensinar mais sobre empatia e sinceridade. Tudo de uma forma linda.

Vidas ao Vento

Cena do filme Vidas ao Vento
Foto: divulgação

Jirô é um apaixonado por aviação, mas se não bastasse, ele ainda tem sonhos premonitórios durante toda a sua vida. E acompanhamos isso ao decorrer do longa, desde a sua juventude até sua fase mais madura.

Focado em ser um engenheiro aeronáutico, esse protagonista de Miyazaki foge ao padrão de seus filmes, que geralmente são contados pela perspectiva feminina.

Em Vidas ao Vento, vislumbramos uma trama que segue o Japão durante as Grandes Guerras, especialmente a Segunda Guerra Mundial. Vemos a evolução do país em momentos sombrios de sua economia, um romance lindo e emocionante e a paixão pela aviação sendo testada por governos empenhados em destruição.

O Castelo Animado

Cena do filme O Castelo Animado
Foto: divulgação

Sophie é uma jovem decidida a não ter a vida que todas as garotas esperam. Ela não sonha com rapazes bonitos nem com empregos diferentes do que o que sua família espera dela: cuidar da chapelaria familiar. Enquanto isso, Howl é um feiticeiro famoso e astuto, dono de um castelo que caminha sozinho e reconhecido como o devorador de corações de moças bonitas.

Em uma confusão complexa, Hayao Miyazaki faz o encontro entre essas duas almas algo bonito e suave, quase como uma poesia. E tudo isso com um roteiro inspirado no livro homônimo de Diana Wynne Jones.

O longa fala sobre amor, sonhos e esperança, assim como fala sobre a guerras e destruição humana. A inquietude permanente do existir racional e sua ânsia por dominação e destruição. 

Meu Amigo Totoro

Cena do filme Meu Amigo Totoro
Foto: divulgação

Em uma história tocante sobre infância e inocência, Hayao Miyazaki coloca as irmãs Satsuki e Mei em um novo lar, em uma nova cidade. Isoladas em uma vila interiorana, com pai como único responsável enquanto sua mãe se recupera no hospital, a dupla de irmãs descobre um espírito dentro da floresta ao lado de casa.

O espírito da floresta se chama Totoro, e ele é amigável e cooperativo com as irmãs, especialmente quando elas se sentem desesperadas e agitadas. Ele é o responsável por acalmá-las e guiá-las por emoções mais brandas e esperançosas.

Com um cenário mais lindo que o outro é uma história tocante sobre família e valores, Meu Amigo Totoro acabou se tornando um dos filmes mais populares do diretor, e também um grande marco na cultura pop. Quem não ama o Totoro, afinal?

O Serviço de Entregas da Kiki

Cena do filme O Serviço de Entregas da Kiki
Foto: divulgação

Kiki é uma bruxinha que está pronta para viver seu primeiro ano fora de casa, para enfim completar a tradição de sua família bruxa. E rumo a cidade, acompanhada apenas de seu gatinho, sua vassoura e muito amor no coração, Kiki chega até uma cidade grande.

Conhecendo novas pessoas e desenvolvendo e descobrindo dons, Kiki funda um serviço de entregas para a mulher que a abriga. Tudo isso gerando interação e descobertas encantadoras.

Com um romance florescendo, o diretor nos guia com delicadeza por uma história charmosa e quentinha. Tem até cheirinho de pão caseiro, se você quiser saber. E tudo isso abraça uma trama com lições sobre amadurecimento, descoberta e paixão.

Agora conta pra gente: você já conhecia o Hayao Miyazaki? Gosta dos filmes dele? Aqui no Le Ferrarez nós sempre estamos falando sobre cinema, cultura pop e produções asiáticas. E para ficar ainda mais de olho nas nossas atualizações, podemos te encontrar lá no Instagram.

Foto de capa: divulgação