Taís Araújo protagoniza Doutor Monstro, o novo True Crime de Marcos Jorge

Baseado em um caso real, Doutor Monstro mostra brechas da justiça e sensacionalismo midiátio em torno de julgamento chocante

O mais recente projeto cinematográfico do renomado diretor Marcos Jorge, intitulado Doutor Monstro e produzido pela Zencrane Filmes, concluiu suas filmagens na cidade de Curitiba nesta semana. Com Taís Araújo no papel principal, interpretando uma promotora de justiça obstinada, o filme de ficção tem como inspiração o infame julgamento de 2008 envolvendo o cirurgião plástico Farah Jorge Farah, responsável pelo chocante assassinato e esquartejamento de sua paciente, Maria do Carmo Alves. Apesar da confissão do médico, sua absurda tese de legítima defesa provocou desdobramentos surpreendentes. O caso real gerou grande comoção nacional, com ampla cobertura da mídia em 2003. A previsão de estreia nos cinemas é para 2024.

O diretor Marcos Jorge, também roteirista ao lado de Bernardo Rennó, explica sua motivação em resgatar essa história: “Me interessei em resgatar esta história pela forma como as brechas da justiça brasileira e os holofotes da mídia criaram um cenário possível para colocar em dúvida a culpabilidade de um réu confesso. ‘Doutor Monstro’ convida o espectador a pensar sobre os mecanismos da justiça e o sensacionalismo da mídia em torno de crimes hediondos. […] Esse caso de feminicídio e seu julgamento escancaram o jogo das relações de poder presentes em nossa sociedade, e mostram como é tentador justificar um crime se ele for cometido por alguém respeitável e renomado.

Claudia Ferreira, interpretada por Taís Araújo, é a fictícia promotora de justiça encarregada do caso, determinada a condenar o médico Farah Jorge Farah, interpretado por Marat Descartes. O elenco principal conta ainda com Guilherme Weber no papel do advogado Ronaldo Pontes e Marcelina Fialho como a vítima Carmem.

Ainda não temos uma tradição de filmes de tribunal no país, mas é um dos gêneros preferidos dos espectadores, por isso acreditamos que o público vai se interessar nessa história que retrata um ‘true crime’ brasileiro“, conta a produtora Claudia da Natividade, da Zencrane Filmes.

Embora o crime real tenha ocorrido em São Paulo, grande parte das filmagens de Doutor Monstro foi realizada em Curitiba, principalmente devido ao foco da trama no julgamento. A produtora destaca a colaboração com o poder judiciário local, que gentilmente cedeu o uso do Tribunal do Júri, um prédio histórico de relevante importância arquitetônica.

Doutor Monstro é uma produção da Zencrane Filmes, em coprodução com a Paramount Pictures e a participação da atriz Taís Araújo. A distribuição nos cinemas será realizada pela Paramount Pictures.

Gostou? Então continue acompanhando o site e o Instagram para ficar por dentro de tudo que acontece no mundo do entretenimento.

 

Foto de capa: divulgação/Natasha Durski